BLUES DA CASA TORTA

Desde o lançamento de seu primeiro EP, Desventuras, em maio de 2016, a banda passa por um processo de amadurecimento, tanto de sonoridade como de postura musical. Os jovens de 20 e poucos anos - que subiram no Teatro Bruno Kiefer para seu primeiro lançamento - já não não mais os mesmos.

O primeiro disco da banda Blues da Casa Torta, O Tempo, é um álbum de blues que fala de amor, de questões sociais, do efeito que o tempo causa coletivamente e também individualmente na vida de todos.

Nas dez faixas autorais do disco, a banda mostra uma interação entre o blues e suas variáveis, - como boogie e jump blues - e também com outros elementos musicais. É notável a influência de sonoridades brasileiras, do rock and roll e uma pegada do velho e bom rock gaúcho.

A imersão na música, a busca por novas referências, a recheada agenda de shows pelo interior e pela Capital são alguns dos elementos determinantes para a evolução do trabalho da banda, evolução que pode ser percebida tanto no disco como em suas apresentações. Também contribuiu a chegada de Hamilton Felix, substituindo Felipe Seadi (Jerry), e seus anos de experiência musical.

 

Em 2017, abanda realizou turnê no Norte do país, passando por Boa Vista, Manaus e Tepequém. Também já consta na bagagem o tradicional Mississippi Delta Blues Festival.

Em 2018, o grupo realizou uma turnê de 15 dias pelo norte do Brasil, passando por Manaus/AM, Boa Vista/RR e Tepequém/RR, onde foi a atração principal do Tepequém Jazz Blues Festival.

BERNARDO SCARTON

Começou a tocar guitarra com 13 anos e, aos 16, teve seu primeiro projeto como guitarrista e compositor na banda de hardcore Trimbou. Iniciou o Blues da Casa Torta em agosto de 2013 e, desde então, vem trabalhando com a banda e em outros projetos paralelos. Apresentou-se em diversas cidades do país e cidades europeias, como Londres, Amsterdam e Novalja (Croácia). Atualmente, estuda Música Popular na UFRGS e dá aulas de guitarra.

FILIPE SIAK

Com 24 anos, é músico desde 2007 e baixista desde 2009. Em 2013, formou o Blues da Casa Torta, que acumula shows pelo Sul do país e em alguns outros estados. Em 2015, Filipe ingressou no curso de extensão em Teoria e Percepção Musical da UFRGS e começou a fazer aulas de baixo, a fim de aprimorar seus conhecimentos musicais.

HAMILTON FELIX

Músico desde os 13 anos, já tocou com grandes parceiros musicais, entre eles: Andy Boy and the Blue Planets, Mutuca e Hot Club, Coié Lacerda e Harlem's Club Band, Blues Band, Gaspo Harmonica, Cirano Araujo, Ale Ravanello, Gonzalo Araya, Alexandre França e Fernando Noronha, Já participou de bandas tributo, como a Só Creedence e Rola Stones. Entre influências, possui o rock'n'roll e o blues, mas nunca se limitou a um único estilo musical, pois acredita que baterista tem de tocar ritmos variados de qualquer estilo.

Mais sobre o Blues da Casa Torta:

 

- Disco "O Tempo": https://www.youtube.com/watch?v=v-IXWwzkRpc&t=9s

 

- Música "O Tempo" ao vivo: https://www.youtube.com/watch?v=7I6Vtqy7dY4

 

- Música "Três Por Dez" ao vivo: https://www.youtube.com/watch?v=Vrc1_bx_UU0

 

- Making of do disco "O Tempo": https://www.youtube.com/watch?v=TscfkTFrF-s

 

- EP "Desventuras": https://www.youtube.com/watch?v=v-9HKheFPGU

AGENDA LÍRICA
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
Copyright © 2018 Agenda Lírica