DÉBORA FAUSTINO

(Soprano)

Recebeu o seu título de Bacharel em Música pela Universidade Federal do RS em 2011, onde teve a oportunidade de fazer a sua primeira ópera completa cantando Dido da ópera Dido and Aeneas, de Purcell.
Por três anos consecutivos, cantou no Natal Luz de Gramado em três espetáculos musicais, totalizando mais de 100 performances.
 
Desde que iniciou a sua carreira profissional, Débora tem feito performances, recitais e concertos não só no Brasil como também no México, Estados Unidos e Europa.
Em 2013, a soprano fez o seu début em uma das casas de concerto mais conhecidas do mundo: o Carnegie Hall, em Nova York, sob a direção do maestro Linus Lerner, como solista na peça The Mass of Children, escrita por John Rutter.
 
Em 2015, recebeu o título de Mestra em Performance Vocal pelo San Francisco Conservatory of Music, nos Estados Unidos.
 
Em 2016, a soprano interpretou Zerlina em Don Giovanni, no Festival de Ópera de San Luis Potosí, no México, regida pelo maestro Linus Lerner, onde também participou do concurso de canto se destacando e ganhando o prêmio de menção honrosa. Dentre outros personagens no seu currículo estão: La Fortuna, Pallade e Valletto, da ópera L’incoronazione di Poppea, regida por Corey Jamason; Pamina em Die Zauberflote e Susanna em Le Nozze di Figaro, ambas de W. A. Mozart, regidas por Curt Pager.
 
Nos Estados Unidos, a soprano também teve a oportunidade de trabalhar em alguns musicais, incluindo NINE, como Sarraghina; The Man of la Mancha, como Aldonza; e Closer than Ever, como Jenn.
 
Mais recentemente, residiu em vários países da Europa, incluindo França e Inglaterra, onde teve a oportunidade de aperfeiçoar seus conhecimentos musicais estudando com renomados profissionais da área, como a coach Caroline Dowdle, que trabalha com os jovens cantores do Jette Parker, na Royal Opera House de Londres.
Em 2017, tendo como professor e orientador Paulo Mandarino, a soprano passou a integrar o grupo do Opera Studio do Theatro Municipal de São Paulo fazendo aparições no espetáculo João de Barro para Crianças, no papel de Chapeuzinho Vermelho, e cover de Pamina, na montagem de A Flauta Mágica.
No ano de 2018, Débora interpretou Papagena, em Die Zauberflöte, no festival de Opera “Berlin Opera Academy”, na Alemanha; Micaëla, em Carmen, no festival de ópera de San Luís Potosí, no México; e Modistin, em Der Rosenkavalier, no Theatro Municipal de São Paulo. Também neste mesmo teatro, a soprano foi uma das principais solicitas da “Missa de Bernstein” em comemoração aos 100 anos de nascimento do compositor, regida por Roberto Minczuk. Interpretou também Maria, em “João e Maria” - versão brasileira de “Hänsel und Gretel” -, regida por Jamil Maluf, junto à Orquestra Experimental de Repertório.
AGENDA LÍRICA
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
Copyright © 2018 Agenda Lírica