HELENA WEINBERG

(Mezzo-soprano)

Iniciou seus estudos de canto com a professora Ina Marthensen, na cidade de Rio Grande.

A partir de 1954, passou a participar da maioria dos eventos organizados pela Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, sob a direção de Pablo Komlós.

Cantou o oratório Carmina Burana no Teatro Municipal do Rio de Janeiro e no Teatro Sodre, de Montevideo, colhendo os maiores elogios da crítica especializada. Interpretou Amneris em Curitiba.

Em 1967, na Temporada do Teatro Leopoldina, cantou Marta (Fausto), Suzuki (Butterfly) e Emília (Otelo). Em 1968 foi a Sra. Quickly (Falstaff).

Após retirar-se dos palcos, Helena Weinberg dedicou-se ao ensino do canto.

AGENDA LÍRICA
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
Copyright © 2018 Agenda Lírica